Laboratório de Percepção

Ontem foi o primeiro dia do Laboratório de Percepção com as mulheres internas da Ala Feminina da Penitenciária Modulada Estadual de Montenegro. No ar, tinha uma densidade parecida com quando vai chover, uma antecipação, uma espera.

No projeto RAMAL MONTENEGRO-ISLAMABAD, financiado pelo FAC/RS, propusemos, além das apresentações do espetáculo que estamos criando, uma série de encontros com as apenadas da penitenciária, ao que chamamos Laboratório de Percepção – nome que tomamos do pensamento do argentino Jorge Dubatti, teórico, crítico e professor de teatro, que, aliás, tem sido uma forte influência em nosso pensamento sobre o projeto desde a sua criação -. Estamos propondo trocas: nós oferecemos nossas criações em processo e mostramos nossos procedimentos de criação, elas reagem e elaboram sobre nossas criações, com isso, esse limite nós-elas fica, progressivamente, borrado, até o momento em que deixará de existir, então estaremos juntos.

Talvez por isso, isso de estarmos juntos, é que ontem tenha sido tão emocionante, por isso aquela sensação de importância, por isso de finalmente estarmos juntos pela primeira vez depois de tanto tempo planejando esse encontro. E foi um grande primeiro encontro, lindo!

Um brinde!

Que nossa pequena experiência seja luminosa e alegre, que possamos navegar juntos por memória e desejos de futuro e medos e tristezas e alegrias, pela vida.

MERDA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s